terça-feira, 5 de junho de 2007

Despida

Diante dos meus olhos o anseio de agarrar-me com forças a todas as aventuras que ficaram ao meu alcance. Mas, nas esquinas da vida, morria o desejo que não se aventuraram. Mas nascia também, o medo, onde tantos não buscaram a sensação do despontar de cada pedaço de seu próprio ímpeto, ímpeto de sonhar, acreditar, emocionar, amar.

Vem
Abraça-me com carinho
Cobre-me de beijos

Deixa-me sentir por um momento
Que eternizarei a paz que me invade
Deixa-me expor meu lado vulnerável,
Mostrar-me indefesa
Confiante na tua proteção

Ama o meu corpo
Em comunhão com minha alma

Deixa a tua mão correr livre
Por entre os meus segredos de mulher

Brinda-me com o êxtase da felicidade.
Comungue com o meu amor

Abraça-me
E minha boca beijará a tua pele,
Revivendo a emoção deste momento

E sentindo-me forte
Serei mulher, a tua mulher!

De uma menina, 1978

Crys

9 comentários:

Shi disse...

Uma menina bem as-sa-nha-di-nha, heim? rs :-P Xêros, nos dois!

Dora disse...

Uma menina!!! rs Mas, um convite de mulher feita e sábia...dos prazeres que a plenificam!
Muito bem.
Estão jorrando versos calientes...por aqui...
Beijos, caríssima!
Extensivos ao Dácio.
Dora

clarice ge disse...

Venho cá atraída por duas luzes... dois pirilampos coloridos rimando paixão e ternura.
Bah Crys, tem fogo ardendo em ti. Fogo é bom, né?
E Dácio, revelando-nos que desde rapazote já era este menino que é hoje.
Bela união esta.
beijos duplos pros dois

smareis disse...

Cris, esta lindo o site, eu adoro ler tudo, poemas poesias, relato e acho que aqui tudo vai estar de 1º qualidade aqui, amei, e vou voltar. Vou até levar seu link para meus favoritos. Desculpa minha demora em aparecer,peguei um resfriado tão forte que me tirou esses dias da net. Estou tentando melhorar, e logo estarei bem. Desejo um otimo feriado.
Um beijo!

trio d'O Sol da Manhã disse...

Biscoito fino. Iguaria para os olhos, acepipe para a alma. Caro Dácio: a permissão para um link lá no Sol deste teu novo blog, ok?

Lela disse...

Rum hum hum... Vamo combinar que esta menina sempre soube das coisas, hein? Irmãzinha, sua veia poética é de muito, hein?
Beijo grandemais, amiga!

Zeca disse...

Crislindinha, quanta saudade! Mas logo estarei retornando, com novo blog e retomando o contato e o convívio delicioso com todos vocês. Beijos, muitos. Saudades, todas.

luma disse...

Crys, quem ama pede o mesmo com urgência! Vem da alma e atravessa os poros.
A dupla é perfeita!
Feliz dia!! Beijus

dáciojaegger disse...

Esta menina já sabia dizer as coisas com muita propriedade; saber das vantagens de amar e ser amada, o valor do beijo e o despertar da pele para as carícias. Sentir-se capaz de ser mulher foi seu eldorado. Parabéns Crys, por ter galgado como predisse, o cenáculo de sua bela vida./Beijo