sexta-feira, 31 de agosto de 2007

Minha serenidade louca não combina com tua filosofia modesta

Eu vejo o escuro imoral das falas sóbrias e frias, das camas desfeitas e vazias.
Das bebidas derramadas, lágrimas em vão. Não, isso não somos nós!
Não adianta correr, não sentir. Eu danço e rio, faço parte dos teus desejos.
Sou a beleza dos teus pensamentos. O deleite dos teus sorrisos.
És o senhor das minhas sensações, o cenário das minhas alegrias.
Minha serenidade temporária não combina com tua filosofia apaixonada.
Sentes o cheiro da nossa libidinagem que está entranhada em tuas narinas.
Sentes meu gosto, meu gozo, minha tez e meus gemidos deliciando teus sentidos.
Chronos implorando pra Eros não o devorar. Vênus amamentando o que irá te dar.
Minhas pernas amarradas à tua cintura, tuas mãos devorando meus movimentos.
Minha serenidade amando tua filosofia.
Teu odor embriagando meu sono, minha vontade rondando teu quarto.
A harmonia do que não entendemos com a perfeição do que não queremos saber.
Perfeitos na imperfeição de semideuses, no nosso quarto, nossos cheiros impregnados.
Amor sem preceitos nem medos, o desejo da junção do que somos nós.

Crys, num dia e mês qualquer do ano de 1979.
**********
P.S: Na impossibilidade do amigo Dácio fazer a publicação da vez, (e torcendo pra que ele volte logo) deixo com vocês mais um de meus achados no baú do passado.

6 comentários:

Shi disse...

Amor? Tô fora! Do resto tooooodinho, tô dentro! :-D Bjim!

Tânia disse...

Lembrei de um trcho da música Coração Selvagem do Belchior:
"...Meu bem, o meu lugar é onde você quer que ele seja; não quero o que a cabeça pensa eu quero o que a alma deseja ..."

Ah que é muito bom amar assim, ou de qualquer forma...
Beijo querida..
Ps.: Beijo Dácio, saudades de você

Cherry disse...

Crys! Sua tarada! kkkkkkkkkkk...
Que texto, hã??? tirou o folego meu..rs.
Muito bom MESMO! (Gostei tanto q nem consegui comentar direito..rs)
Beijos!!

Miguel disse...

Pura paixão...toda Crys...arrepios e sonhos

Dora disse...

Escreveu em 1979? Nossa!!!!!!! E a beleza das imagens não desapareceu! E a harmonia desejada e descrita em lindos pensamentos continua "sua marca registrada"...
Amei, Crys, esse texto que veio de tão longe e soa tão atual, para mim e para você, tenho certeza!
Beijos, querida!
Dora

Ceci disse...

Ops... mais e mais amor, paixão, conexão dos sentidos... Que beleza, menina!
Parece que quanto mais antigo mais bonito?
Carinho! Ceci